Nostalgia: Welcome to The O.C bitch!


Começando o post pela frase mais famosa da série "Welcome to The O.C bitch!", a ideia desse post, e dos próximos que vão seguir a mesma linha é meio que uma recapitulação nostálgica das minhas séries favoritas.

Algumas semanas atrás comecei a rever todas as temporadas de The O.C e senti a necessidade de escrever esse post, porque da mesma forma que essa série marcou muito a minha pré-adolescência/adolescência, marcou de uma geração inteira. Foram quatro temporadas no total, a primeira estreou em 2003 e a última em 2007. Se você nunca assistiu a série, e acha que é a típica série adolescente americana; você está completamente enganado.
Uma rápida sinopse: Ryan Atwood, um adolescente completamente perdido na vida, com um irmão preso e mãe alcóolatra é resgatado por Sandy Cohen, um advogado rico que mora em Newport Beach (Orange County). No primeiro momento Kirsten, esposa de Sandy, reluta na ideia de "adotar" o garoto problemático do subúrbio, enquanto Seth, filho único do casal, nerd e solitário, cria um vínculo rápido com Ryan, que até então se torna seu único amigo. Ryan também conhece Marissa, a vizinha problemática dos Cohen, e acaba se apaixonando por ela. Não podemos esquecer de Summer, paixão de infância de Seth, e outros personagens como Julie Cooper (mãe relapsa de Marissa), e Caleb, socialite riquíssimo pai de Kirsten.

Pode ter ficado um pouco confuso falar de todos os personagens dessa maneira, mas eu acho que a série é tão bem estruturada, que todos esses citados são igualmente importantes para a construção da história.

O maior diferencial da série tanto na época que estreou, como agora, é que se trata de dramas familiares reais como: má relação entre pai e filho, alcoolismo, sexo, drogas, dinheiro, poder, e o que tudo isso pode causar a um adolescente de Orange County.
Outra coisa que chama atenção na série, é o fato de todos esses temas serem tratados simultaneamente, sem essa enrolação adolescente onde tudo que importa é ficar bêbado e ir para o baile de formatura pra perder a virgindade. Que é uma das razões dessa série ser uma das minhas favoritas.

Eu simplesmente não suporto essas traminhas adolescentes estilo Gossip Girl e 90210 (sem ofensas, gosto é gosto :D) e é por isso que eu adorei a série na época, e ainda adoro agora. Sem falar na trilha sonora incrível da série, lembrando que várias bandas apareceram por lá como The Killers, Death Cab For Cutie, T.I. e outras. Inclusive, escrevi esse post ao som da clássica música do último episódio da segunda temporada, dê um rumo para a sua vida e escute também: Aqui!

Outra coisa que me conquistou na série desde a primeira temporada é o melhor casal fictício de todos: Summer e Seth. O nerd e a garota popular, dizendo assim parece ser o típico casal sem graça que todo mundo já ta cansado de ver, mas com muito bom humor e cenas incríveis (como essa do beijo na chuva) eles se tornaram o melhor e mais harmonioso casal da série. 
  
O objetivo dessa série de posts que eu vou fazer, é fazer com que vocês se interessem e busquem conhecer a série também. Com milhares de séries estreando todos os anos (grande parte delas sendo péssimas), as antigas ficam de lado. Espero que essa minha recapitulação nostálgica tenha atingido seu objetivo.

Você pode conferir todas as temporadas da série legendada aqui.

Também vale a pena conferir as 10 melhores cenas com trilha sonora, selecionadas pelo site pipoca tv! Aqui.

ps: desculpem pelos gifs do Seth (vulgo love of my life), mas encontrei no tumblr e não resisti. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário