Outono

Eu costumo comentar em como as coisas mudam, como o tempo muda, o aroma, o sabor, a brisa, e começo a me dar conta que talvez desta vez quem esteja de mudança sou eu. Para onde? Não sei. Para algum lugar quente o bastante para que meus pés não congelem. É muito frio aqui no sul nessa época do ano, e você tende a morrer de frio quando é uma pessoa pequena como eu. Então me levo a pensar em como uma pessoa tão pequena consiga sentir tantas coisas ao mesmo tempo, tanto cansaço, tanta tristeza, tanta alegria, tanto entusiasmo, tanta maresia, tanta angustia, tanta vulnerabilidade. Ron dizia que ninguém poderia sentir tanta coisa ao mesmo tempo, que explodiria; estou começando a concordar. Quem sabe eu exploda de alegria, ou de tristeza, não sei ao certo. Peguei-me andando sem rumo observando coisas na rua perto de casa, rua que já cansei de passar, coisas que não havia percebido antes... peguei-me pensando na vida. E dói pensar na vida não dói? Tanta coisa pra se fazer, pra sentir, pra ver. É realmente tantas possibilidades que acabo me sentindo menor ainda, menor que um livro que li com tanta sede que cheguei a devorá-lo sem pausa para respirar, menor que a chave que eu escondia debaixo do tapete de entrada, menor que um grão de açúcar que adoça o meu café pela manhã. Mais é verdade. Estou de mudança, estou de ida para a via láctea; e ainda não sei se tenho a passagem de volta. E pra falar a verdade prefiro não saber. Quem sabe lá eu possa esquecer um pouco do sufoco que me atormenta dia após dia, quem sabe lá eu pare de ser tão melodramática e seja um pouco.. maior. Maior em relação à vida. Que eu deixe o calor do sol juntamente ao vento frio de outono entrarem em minha alma e me levarem junto a eles, pra onde quer que seja, que eu deixe de ser e passe a estar. 

8 comentários:

  1. minha estação preferida!
    adoroo!
    beijinhos *-*

    http://priscilalirow.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quem não quer deixar de ser e passe para estar?! Estou assim, me sinto tão pequena com meus problemas e angústias, que ás vezes considero mesquinhas, em relação a vida, ao mundo que nos rodeia. Preciso ser maior, talvez um dia eu consiga ;}

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amo o outono! e amo o jeito que você escreve!!!
    "E dói pensar na vida não dói? Tanta coisa pra se fazer, pra sentir, pra ver." Essa frase mexeu muito comigo porque é exatamente no que tenho pensado... é muita coisa pra pouco tempo de vida...
    Amei o post, beijinhos!
    http://bolasdemeia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoro outono inverno!
    A gente sente mais, eu acho! :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Pena que aqui em Fortaleza não tem estação definida... Só Verão e calor. kkkkk
    Mas o outono parece ser lindo mesmo...

    Beijos

    mulherziceseafins.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Amei o post
    Parece que foi tirado de um livro
    Fiquei aqui viajando no texto

    To seguindo aqui *

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá flor tudo bom ???
    Te mandei um e-mail sobre o sorteio que você ganhou do meu blog .... peço por favor pra você responde-lo até amanhã as 18:00hrs, ou realizarei novamente outro sorteio.
    Mil beijos :)
    Se não recebeu meu e-mail me avise,

    ResponderExcluir
  8. Adoro essa estação :)

    Beijos,
    Carol Veronese
    http://retratoseretalhos.com.br

    ResponderExcluir