Sentido

Porque as coisas não podem ser simplesmente simples? É tão difícil ter que procurar e procurar, e procurar mais um pouco por sentido. Ou talvez um rumo. Um caminho. Ou qualquer outro adjetivo que me faça encontrar razão pra mim. Sinto que não sinto mais, e meus instintos estão se contorcendo dentro de mim, assim como as coisas estão se contorcendo e parecendo tão erradas em tantas maneiras diferentes; fora de mim. Mas o que posso fazer? Nada posso fazer, pois não sei mais se devo ou se não devo. Não sei, não é simples, mas eu simplesmente não sei. Talvez eu possa fazer de novo, e de novo. Parecia tão bom e puro, até um instante, onde o vento resolveu soprar para o outro lado. Eu não queria assim. Mas quando foi que tive escolha?
Peço simplesmente por um sentido na vida. Então pensei em talvez amar, amar mil vezes, de todas as maneiras, pois há tanto para amar na vida, não há?

Nenhum comentário:

Postar um comentário