Para sempre

É de certa forma angustiante não ter o poder sobre as coisas que você ama. Mesmo quando você não quer amá-las você não tem escolha, simplesmente acontece, mas não é simples. Quanto mais vezes me perco; menos me acho, quando deveria ser ao contrário, a palavra tem me consumido na maioria do tempo, isso não é tristeza, é cansaço. Não pode ser tristeza algo que lhe ajude, mas como pode ser felicidade algo que lhe impeça de ser quem você é? Gostava do tempo em que o simples, bastava. Não digo que o esforço não era necessário, pois era. Milhares de vezes mais que hoje, e não era em vão. Mesmo que acabasse rápido, você levava algo com você, no coração e na mente. Mas hoje me parece que as palavras e os gestos são jogados ao vento, sem arrependimento, sem sentimento, sem dor. Talvez seja mais fácil fingir ou fugir, do que enfrentar. Mas ainda acredito que a simplicidade das coisas verdadeiras exista, ou talvez, eu sentindo-as baste; para sempre e sempre assim.

Um comentário:

  1. Oi flor!
    Amei seu blog!
    Amei seu blog e estou super seguindo!
    Se gostar do meu segue tb!
    http://1001cosmeticos.blogspot.com
    @1001cosmeticos
    bjim

    ResponderExcluir