Incerteza

Envolvi-me de certo modo como para me proteger de algo que nem eu sabia como descrever, como uma lagarta se envolve em seu casulo antes de se tornar borboleta. Fato é que me envolvi e não sei ao certo como sair de meu casulo, ou se já saí e não percebi, também não sei. Mas confesso que tenho medo de em meio essa transação eu sair incompleta, pois a lagarta quando se torna borboleta se completa. As vezes penso que conforme a minha vida toma um rumo, eu deveria me ajustar e estar caminho junto a ele, e então chego a conclusão que na maioria das vezes, estou adiantada; ou atrasada. Não sei ao certo. E é essa incerteza que me deixa frustrada por não ter o poder da palavra certa. Afinal o que é certo? Sei apenas o que é errado, pois errando é como aprendo a viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário